Influência Dos Iões Coreto Sobre O Desenvolvimento Da Frente De Carbonatação Em Argamassas Com Cinzas Volante

Translated title of the contribution: Influence of the chloride ion on the development of the carbonation front in mortars with fly ash

Raphaele Malheiro, Aires Camões, Gibson Meira, Miguel Ferreira

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference article in proceedingsScientificpeer-review

Abstract

Além de imprimir um carater sustentável ao betão, as cinzas volantes (CV) são frequentemente utilizadas para tornar a matriz mais resistente à ação dos cloretos. Por outro lado, o Ca(OH)2 existente na matriz é parcialmente consumido pelas reações pozolânicas, facilitando o avanço da frente de carbonatação. Tendo em conta a ação conjunta entre carbonatação e cloretos, este trabalho investiga a influência da presença de cloretos sobre o desenvolvimento da frente de carbonatação. Foram moldados provetes em argamassa com: 40%CV, CEM I 42,5R e água/ligante 0,52. Após a cura, os provetes foram submetidos a ciclos de imersão/secagem por 56 e 168 dias. Metade dos provetes foi submetida ao seguinte ciclo: 2 dias em solução contendo NaCl (3,5%); 12 dias em câmara de carbonatação (4%CO2). A outra metade: 2 dias em água destilada; 12 dias na mesma câmara. Em seguida, avaliou-se o desenvolvimento da frente de carbonatação. Os resultados indicam que a presença de cloretos exerce influência sobre a profundidade de carbonatação. Os provetes submetidos à ação do CO2 apresentaram profundidades superiores àqueles provetes submetidos à ação combinada. Este fato pode estar relacionado com alterações em propriedades da matriz e com a presença do sal em forma cristalina após evaporação da água.
Original languagePortuguese
Title of host publicationProceedings of X International Congress about Pathology and Structures Rehabilitation
Subtitle of host publicationCINPAR 2014
Number of pages10
Publication statusPublished - 2014
MoE publication typeA4 Article in a conference publication
EventX Congreso Internacional de Patología y Recuperación de Estructuras: X International Congress about Pathology and Structures Rehabilitation - Santiago, Chile
Duration: 4 Jun 20146 Jun 2014

Conference

ConferenceX Congreso Internacional de Patología y Recuperación de Estructuras
Abbreviated titleCINPAR 2014
CountryChile
CitySantiago
Period4/06/146/06/14

Keywords

  • cinzas volantes
  • ação combinada carbonatação/cloretos

Cite this

Malheiro, R., Camões, A., Meira, G., & Ferreira, M. (2014). Influência Dos Iões Coreto Sobre O Desenvolvimento Da Frente De Carbonatação Em Argamassas Com Cinzas Volante. In Proceedings of X International Congress about Pathology and Structures Rehabilitation: CINPAR 2014 [A117]
Malheiro, Raphaele ; Camões, Aires ; Meira, Gibson ; Ferreira, Miguel. / Influência Dos Iões Coreto Sobre O Desenvolvimento Da Frente De Carbonatação Em Argamassas Com Cinzas Volante. Proceedings of X International Congress about Pathology and Structures Rehabilitation: CINPAR 2014. 2014.
@inproceedings{7fcfd67a271c43bf8cffa89665f60025,
title = "Influ{\^e}ncia Dos I{\~o}es Coreto Sobre O Desenvolvimento Da Frente De Carbonata{\cc}{\~a}o Em Argamassas Com Cinzas Volante",
abstract = "Al{\'e}m de imprimir um carater sustent{\'a}vel ao bet{\~a}o, as cinzas volantes (CV) s{\~a}o frequentemente utilizadas para tornar a matriz mais resistente {\`a} a{\cc}{\~a}o dos cloretos. Por outro lado, o Ca(OH)2 existente na matriz {\'e} parcialmente consumido pelas rea{\cc}{\~o}es pozol{\^a}nicas, facilitando o avan{\cc}o da frente de carbonata{\cc}{\~a}o. Tendo em conta a a{\cc}{\~a}o conjunta entre carbonata{\cc}{\~a}o e cloretos, este trabalho investiga a influ{\^e}ncia da presen{\cc}a de cloretos sobre o desenvolvimento da frente de carbonata{\cc}{\~a}o. Foram moldados provetes em argamassa com: 40{\%}CV, CEM I 42,5R e {\'a}gua/ligante 0,52. Ap{\'o}s a cura, os provetes foram submetidos a ciclos de imers{\~a}o/secagem por 56 e 168 dias. Metade dos provetes foi submetida ao seguinte ciclo: 2 dias em solu{\cc}{\~a}o contendo NaCl (3,5{\%}); 12 dias em c{\^a}mara de carbonata{\cc}{\~a}o (4{\%}CO2). A outra metade: 2 dias em {\'a}gua destilada; 12 dias na mesma c{\^a}mara. Em seguida, avaliou-se o desenvolvimento da frente de carbonata{\cc}{\~a}o. Os resultados indicam que a presen{\cc}a de cloretos exerce influ{\^e}ncia sobre a profundidade de carbonata{\cc}{\~a}o. Os provetes submetidos {\`a} a{\cc}{\~a}o do CO2 apresentaram profundidades superiores {\`a}queles provetes submetidos {\`a} a{\cc}{\~a}o combinada. Este fato pode estar relacionado com altera{\cc}{\~o}es em propriedades da matriz e com a presen{\cc}a do sal em forma cristalina ap{\'o}s evapora{\cc}{\~a}o da {\'a}gua.",
keywords = "cinzas volantes, a{\cc}{\~a}o combinada carbonata{\cc}{\~a}o/cloretos",
author = "Raphaele Malheiro and Aires Cam{\~o}es and Gibson Meira and Miguel Ferreira",
year = "2014",
language = "Portuguese",
booktitle = "Proceedings of X International Congress about Pathology and Structures Rehabilitation",

}

Malheiro, R, Camões, A, Meira, G & Ferreira, M 2014, Influência Dos Iões Coreto Sobre O Desenvolvimento Da Frente De Carbonatação Em Argamassas Com Cinzas Volante. in Proceedings of X International Congress about Pathology and Structures Rehabilitation: CINPAR 2014., A117, X Congreso Internacional de Patología y Recuperación de Estructuras, Santiago, Chile, 4/06/14.

Influência Dos Iões Coreto Sobre O Desenvolvimento Da Frente De Carbonatação Em Argamassas Com Cinzas Volante. / Malheiro, Raphaele; Camões, Aires; Meira, Gibson; Ferreira, Miguel.

Proceedings of X International Congress about Pathology and Structures Rehabilitation: CINPAR 2014. 2014. A117.

Research output: Chapter in Book/Report/Conference proceedingConference article in proceedingsScientificpeer-review

TY - GEN

T1 - Influência Dos Iões Coreto Sobre O Desenvolvimento Da Frente De Carbonatação Em Argamassas Com Cinzas Volante

AU - Malheiro, Raphaele

AU - Camões, Aires

AU - Meira, Gibson

AU - Ferreira, Miguel

PY - 2014

Y1 - 2014

N2 - Além de imprimir um carater sustentável ao betão, as cinzas volantes (CV) são frequentemente utilizadas para tornar a matriz mais resistente à ação dos cloretos. Por outro lado, o Ca(OH)2 existente na matriz é parcialmente consumido pelas reações pozolânicas, facilitando o avanço da frente de carbonatação. Tendo em conta a ação conjunta entre carbonatação e cloretos, este trabalho investiga a influência da presença de cloretos sobre o desenvolvimento da frente de carbonatação. Foram moldados provetes em argamassa com: 40%CV, CEM I 42,5R e água/ligante 0,52. Após a cura, os provetes foram submetidos a ciclos de imersão/secagem por 56 e 168 dias. Metade dos provetes foi submetida ao seguinte ciclo: 2 dias em solução contendo NaCl (3,5%); 12 dias em câmara de carbonatação (4%CO2). A outra metade: 2 dias em água destilada; 12 dias na mesma câmara. Em seguida, avaliou-se o desenvolvimento da frente de carbonatação. Os resultados indicam que a presença de cloretos exerce influência sobre a profundidade de carbonatação. Os provetes submetidos à ação do CO2 apresentaram profundidades superiores àqueles provetes submetidos à ação combinada. Este fato pode estar relacionado com alterações em propriedades da matriz e com a presença do sal em forma cristalina após evaporação da água.

AB - Além de imprimir um carater sustentável ao betão, as cinzas volantes (CV) são frequentemente utilizadas para tornar a matriz mais resistente à ação dos cloretos. Por outro lado, o Ca(OH)2 existente na matriz é parcialmente consumido pelas reações pozolânicas, facilitando o avanço da frente de carbonatação. Tendo em conta a ação conjunta entre carbonatação e cloretos, este trabalho investiga a influência da presença de cloretos sobre o desenvolvimento da frente de carbonatação. Foram moldados provetes em argamassa com: 40%CV, CEM I 42,5R e água/ligante 0,52. Após a cura, os provetes foram submetidos a ciclos de imersão/secagem por 56 e 168 dias. Metade dos provetes foi submetida ao seguinte ciclo: 2 dias em solução contendo NaCl (3,5%); 12 dias em câmara de carbonatação (4%CO2). A outra metade: 2 dias em água destilada; 12 dias na mesma câmara. Em seguida, avaliou-se o desenvolvimento da frente de carbonatação. Os resultados indicam que a presença de cloretos exerce influência sobre a profundidade de carbonatação. Os provetes submetidos à ação do CO2 apresentaram profundidades superiores àqueles provetes submetidos à ação combinada. Este fato pode estar relacionado com alterações em propriedades da matriz e com a presença do sal em forma cristalina após evaporação da água.

KW - cinzas volantes

KW - ação combinada carbonatação/cloretos

M3 - Conference article in proceedings

BT - Proceedings of X International Congress about Pathology and Structures Rehabilitation

ER -

Malheiro R, Camões A, Meira G, Ferreira M. Influência Dos Iões Coreto Sobre O Desenvolvimento Da Frente De Carbonatação Em Argamassas Com Cinzas Volante. In Proceedings of X International Congress about Pathology and Structures Rehabilitation: CINPAR 2014. 2014. A117